Alopecia areata feminina

Pode ser que você nunca tenha ouvido falar de alopecia antes, mas a verdade é que esse termo, que mais parece um palavrão, significa um dos piores pesadelos da humanidade: a queda de cabelos.

O fato é que isso é algo até bastante comum no universo masculino, mas ultimamente vem entrando no debate também entre o público feminino.

Para tornar o problema ainda mais complexo, existe uma grande variedade de causas e tipos de alopecia, embora outros sejam apenas mitos.

Então, para entender um pouco mais sobre esse problema continue lendo e descubra mais sobre a alopecia areata feminina.

O que é alopecia areata feminina

Falando de uma forma científica, a alopecia areata feminina nada mais é do que a perda parcial ou total dos fios de cabelo em uma determinada região da pele.

Segundo especialistas, o mais importante é ficar bem atento aos sinais do problema, que é uma queda mais acentuada dos fios, ultrapassando os 150 fios por dia, que é algo considerado normal.

Você sabe quando ocorre uma perda de um tufo de cabelo? Essa é justamente a alopecia areata feminina, formando uma área arredondada e sem fios.

Além disso, é normal que, ao tocar nos fios que ficam ao redor, eles também caiam mais facilmente quando são puxados.

Em alguns raros, pode chegar a ocorrer uma queda de 100% dos cabelos, mas isso atinge apenas 5% das pessoas com essa condição.

Causas da alopecia areata feminina

Esse tipo é uma doença inflamatória que faz com que os folículos pilosos fiquem inativos, lembrando que essa é a estrutura que dá origem ao cabelo.

Ela pode ocorrer por condições autoimunes, mas pode ser fortemente agravada por situações de estresse, ansiedade e outros problemas emocionais.

Tratamento da alopecia areata feminina

Quando o problema é com os homens, muitos tem optado em usar o Make Hair Powder para cobrir as falhas, mas no caso das mulheres, quase sempre é tratável, neste caso, o principal objetivo no tratamento dessa condição é em controlar o problema e tentar diminuir as falhas, caso já tenham surgido. Assim, é possível controlar também o surgimento de novos casos.

De acordo com informações da SBD, que é a Sociedade Brasileira de Dermatologia, existem alguns medicamentos que podem contribuir para que se tenha bons resultados.

Alguns deles que podemos citar são os corticoides, incluindo os injetáveis; o Minoxidil e a antralina, que podem ainda ser combinados com formas de tratamento mais agressivas, como é o caso do uso de sensibilizantes como o metotrexate;

No entanto, para isso é sempre importante consultar um médico para que se tenha um diagnóstico correto e bem feito desse problema! Par saber mais sobre a Alopecia Aerata, assista a explicação abaixo:

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *